As galinhas poedeiras são aves que atingiram a chamada maturidade sexual e são criadas para a produção de ovos que serão comercializados, ou seja, não serão usados para incubação com o objetivo de gerar novas aves.

Portanto, fazer uma criação de galinha poedeira de pequeno porte é uma tarefa simples e que pode se tornar algo bastante rentável para o empreendedor. Entretanto, se você quiser ter um negócio maior, vai precisar se preocupar com funcionários e estrutura para que o seu negócio dê lucro, mas continua sendo uma atividade bastante interessante, especialmente se o empreendedor gostar de animais e já tiver alguma experiência no ramo.

Ao contratar os profissionais que vão trabalhar na sua criação, lembre-se de analisar o conhecimento dessas pessoas sobre as galinhas poedeiras, sua biologia e necessidades para que você consiga ter uma criação de qualidade e que forneça bem-estar a esses animais.

No caso do tratador, que vai lidar diretamente com as galinhas poedeiras, é extremamente importante que o profissional seja capaz de antecipar quaisquer problemas em relação a criação e consiga resolvê-los imediatamente, para que as galinhas poedeiras não sofram nenhum tipo de dano e isso não prejudique a sua criação.

Além disso, você vai precisar fornecer algum tipo de treinamento para os seus funcionários contendo os principais pontos referentes a sua criação para que o seu negócio mantenha um alto padrão, sua criação de galinhas poedeiras seja saudável e você consiga ter lucros com a venda dos ovos.

uma imagem sobre criação de galinha poedeira

Com isso em mente, podemos partir para a parte prática do negócio. Ao seguir esses passos atentamente, você vai conseguir fazer a sua criação de galinhas. Existem algumas exigências para a criação desse tipo de ave, sobretudo em relação aos equipamentos que o criador deve utilizar. São eles: comedouros, bebedouros, ninhos, poleiros e camas. Além desses equipamentos, outros aspectos também precisam ser observados com atenção, como a alimentação das galinhas.

Equipamentos e estruturas

Os comedouros precisam ser posicionados em linha e devem ter, no mínimo, 10 centímetros de comprimento para cada galinha. Também existe a possibilidade de utilizar comedouros de forma circular, que devem ter um espaço mínimo de 4 centímetros de comprimento para cada galinha poedeira.

Já os bebedouros, se forem contínuos, devem ter 2,5 centímetros de comprimento para cada galinha, enquanto que os bebedouros circulares devem ter 1 centímetro de comprimento por galinha. Caso você utilize pipetas, é preciso que haja uma pipeta a cada dez galinhas, e se você optar por bebedouros em série, você vai precisar ter duas pipetas perto de cada galinha.

Vale lembrar que os bebedouros e comedouros presentes na sua criação devem ser distribuídos de maneira uniforme entre todas as aves, para que elas tenham acesso fácil a água e a ração de maneira igual.

Os ninhos devem comportar no máximo sete galinhas e, caso os ninhos sejam coletivos, você pode abrigar até 120 galinhas poedeiras por metro quadrado, enquanto que os poleiros precisam respeitar um espaço de 15 centímetros por galinha, então fique atento a isso para não passar desse limite.

É extremamente importante que os poleiros não tenham arestas cortantes e nem sejam feitos de materiais que podem acabar ferindo as aves.  e jamais devem ter arestas cortantes ou ser de material que possa machucar o animal. Além disso, os poleiros também não podem ser construídos na região onde ficará a cama das galinhas, que precisam ter um tamanho de 250 cm².

Também é importante que o chão não machuque as garras das aves.

Alimentação

A alimentação das suas aves é um ponto que merece extrema atenção. A ração para galinha poedeira precisa ser de altíssima qualidade para que você consiga bons resultados com a sua criação. Por isso, mais da metade do seu orçamento deve ser destinado para a compra de ração para galinhas poedeiras de qualidade.

uma imagem sobre galinha poedeira

As galinhas poedeiras são alimentadas de três maneiras diferentes, dependendo da idade das aves: programa de alimentação para a fase inicial, programa de alimentação para a fase de recria e o programa de alimentação para a fase de produção. Para cada uma dessas fases, o nutricionista indicará a quantidade ideal de ração para as aves, então sempre procure um profissional para estabelecer isso.

Durante a fase de crescimento, as galinhas poedeiras podem e devem se alimentar à vontade porque a alimentação faz toda a diferença no que diz respeito ao desenvolvimento corporal das aves, enquanto que na fase de produção a ingestão diária de ração das galinhas precisa ser mais controlada para que ela não engorde demais, o que acaba reduzindo a vida produtiva das galinhas poedeiras.

Planejamento da sua criação

É preciso ter controle da criação de galinhas poedeiras e, por essa razão, é preciso traçar um planejamento. As atividades diárias das aves devem seguir um cronograma para que você possa avaliar o desenvolvimento e o estado de saúde delas. Assim, você consegue perceber quaisquer problemas com as suas aves e passar isso para o veterinário, evitando contaminação da criação e até mesmo mortes desnecessárias.

No que diz respeito à vacinação das galinhas poedeiras, é preciso levar em conta o local onde a criação está estabelecida, pois isso vai depender do risco sanitário da região. Contudo, existe apenas uma vacina que é obrigatória para as galinhas poedeiras, a Marek, e ela deve ser aplicada nas aves no incubatório, no primeiro dia de vida delas.

Dessa forma, você vai conseguir formar a sua criação de galinhas poedeiras sem nenhum tipo de problema, independentemente do orçamento que você tenha para iniciar esse projeto. A dica que damos é que, se você ainda não tiver experiência na criação de aves, comece devagar, com uma criação de pequeno porte.

Assim, conforme a sua criação for crescendo e você for ganhando mais retorno financeiro com a venda dos seus ovos, você pode investir mais em infraestrutura para aumentar a sua criação.

Como fazer sua criação de galinha poedeira
3 (60%) 1 vote