Independentemente do tipo de criação de galinhas que você pretende ter, o cuidado com a fase inicial da vida delas é primordial para que, no futuro, as suas aves sejam saudáveis e consigam ter o melhor desempenho possível, seja na produção de ovos ou de carne para o consumo.

Esse cuidado com a recepção dos pintinhos no local onde eles serão criados, com a forma como os bebedouros e comedouros serão distribuídos entre eles, com o controle da temperatura, da ventilação, da umidade, o estado e o material utilizado na cama para os pintinhos, com a alimentação e prevenção de doenças também recebe o nome de manejo, e é assim que nós vamos nos referir a isso ao longo deste texto.

O manejo mais apropriado para as aves nessa fase inicial, ou seja, o cuidado com todas essas etapas mencionadas acima, é o manejo que atender melhor todas as necessidades da sua criação de pintinhos e você pode fazer isso aliando o trabalho mais simples às tecnologias mais avançadas disponíveis na avicultura para conseguir alcançar isso e ter bons resultados com a sua criação de aves.

Recepção

No momento em que eles chegarem ao local onde serão criados, eles devem ser soltos e colocados nos círculos de proteção, que já devem estar equipados, aquecidos e totalmente abastecidos de ração e água. Caso eles tenham sido entregues em caixa de papelão, você deve queimá-las, caso tenham sido entregues em caixas de plástico, basta devolver ao veículo que fez o transporte das aves.

Entretanto, antes de eles serem postos nos círculos de proteção, é extremamente importante verificar o estado dos pintinhos para saber se está tudo certo com a saúde deles. Confira o peso das aves, se elas estão limpas e com o umbigo cicatrizado corretamente, assim, você evita que aves doentes sejam colocadas junto com aves saudáveis, o que poderia acabar prejudicando a sua criação de pintos.

Ao verificar o estado dos pintinhos, você consegue ver a qualidade das aves que chegaram na sua criação, comprovando que elas são saudáveis e, se elas não forem, você poderá entrar em contato com a sua matriz para relatar o problema antes de comprometer o restante dos seus pintinhos ao misturar as aves novas com as que já se encontram no local de criação.

uma imagem sobre criação de pintos

Ventilação e temperatura

Aqui no Brasil, os frangos são criados em lugares abertos que contam com ventilação natural. Contudo, a temperatura ideal para pintinhos a partir da 3ª semana de vida é 21°C. Para se aproximar dessa temperatura ideal, ventiladores são utilizados para tornar a sensação mais amena quando as temperaturas ultrapassam muito esse limite.

Então, é importante que você pense nisso quando for montar a estrutura do local onde ficará a criação para que as aves não fiquem em condições climáticas desfavoráveis. Existe um limite de 14 aves/m² que também deve ser respeitado para que a criação não passe por nenhum problema nesse sentido.

Cama

A cama é uma das partes mais importantes em um aviário, pois sempre que a densidade da criação aumenta, a qualidade da cama diminui. Isso acontece porque com mais aves na criação, a quantidade de dejetos aumenta bastante e isso acaba prejudicando o estado da superfície do local onde as aves ficam. Além disso, com alta densidade na criação, as camas ficam mais compactadas, o que atinge negativamente o desempenho dos pintinhos.

Quanto ao material que vai ser utilizado na cama do aviário, especialmente nos primeiros dias de vida dos pintinhos, precisa ser novo, ou seja, você precisa de camas novas, sadias e que não acumulem poeira para os pintinhos então inclua isso no seu orçamento.

Essa preocupação é fundamental porque ao reutilizar outras camas com os pintinhos, você acabaria expondo as aves ao contato com outras bactérias que estão na cama, o que é altamente prejudicial pois os pintinhos acabaram de sair do ovo, que é um ambiente estéril, e precisam ter um contanto moderado com microrganismos enquanto se desenvolvem. Por isso, camas novas são muito importantes para a saúde da sua criação.

Na fase inicial da criação, a cama precisa ser virada frequentemente com um ancinho, para que o material fique mais soltinho e aerado, melhorando a consistência dela para suportar os pintinhos.

uma imagem sobre pintinhos criação

Comedouros e bebedouros

Conforme falamos anteriormente, os bebedouros já devem estar no local onde os pintinhos ficarão e já devem estar abastecidos com água fresca, pois as aves perdem uma parte considerável de água corporal desde o momento da eclosão, então é preciso fornecer água limpa para que eles possam repor essa perda, evitando a possibilidade de desidratação.

Existem diversos tipos de bebedouros e cada um deles tem capacidade para um determinado número de aves, portanto, compre bebedouros que sejam apropriados para a quantidade de pintinhos que compõem a sua criação, e coloque-os a uma altura que não atrapalhe na circulação das aves no local e elas consigam transitar por baixo deles.

Quanto aos comedouros, não há tanta urgência de eles estarem totalmente abastecidos no momento em que os pintinhos chegarem ao local da criação porque as aves contam com uma reserva embrionária de alimentos suficiente para três dias, ou seja, não é preciso alimenta-las imediatamente.

Da mesma forma que existem vários tipos de bebedouros, também há vários tipos de comedouros para aves, mas nessa fase inicial, você pode utilizar bandejas de plástico ou tampas de papelão para facilitar o acesso das aves. Caso você tenha um orçamento maior, há a opção dos comedouros automáticos, que facilitam o processo e evitam o desperdício de ração, mas que custam bem mais que as bandejas de plástico.

Todo o investimento relacionado à sua criação de pintinhos vai depender do seu orçamento e do tamanho da sua criação, então é muito importante definir esses detalhes antes de tirar o projeto da ideia e colocar em prática para que você consiga oferecer tudo o que as suas aves precisam, tendo assim uma criação de pintinhos de sucesso que vai te gerar um retorno financeiro no futuro.

Como fazer uma Criação de pintinhos de sucesso
5 (100%) 1 vote