O consumo da carne de frango aumentou muito nos últimos anos aqui no Brasil. É o alimento preferido de quem procura ter uma alimentação mais saudável pois possui pouquíssima gordura e muita proteína. Além disso, é uma carne barata, ou seja, até quem não liga tanto para a saúde acaba consumindo bastante porque o custo x benefício vale a pena e, de quebra, ainda é bastante saborosa.

Por essa razão, o comportamento do consumidor acabou mudando ao longo dos anos e, atualmente, a carne do frango é mais consumida do que a carne bovina, que sempre liderou esse quesito aqui no país, e a previsão é de que esse consumo aumente ainda mais nos próximos anos. Para além do mercado nacional, o Brasil se tornou um dos maiores exportadores de aves do mundo, e esse negócio passou a ser bem interessante para os empreendedores do setor, pois está conseguindo trazer cada vez mais lucros.

Sendo assim, o interesse nesse tipo de negócio tem surgido e muitas pessoas querem saber o que é necessário fazer para ter seu próprio abatedouro de frango ou para melhorar a produção desse tipo de carne, caso já seja um empreendedor nesse setor. Alguns fatores devem ser levados em consideração para melhor produtividade, como o local, as matrizes das aves, a produção da carne, além da conservação do abatedouro e é sobre esses fatores que nós vamos falar no post de hoje.

Local

É preciso que o local onde você vai abrir o abatedouro de frangos tenha uma altura específica e seja seco, com acesso fácil e que não possua correntes de vento passando pelo lugar. Também é preciso se preocupar com a quantidade e com a qualidade da água disponível no local, bem como o acesso à energia elétrica, e os pontos de distribuição devem estar relativamente longe do local onde ficará o seu abatedouro.

Matrizes

As matrizes são um dos pontos mais importantes para que a sua pr

odução de frangos seja boa e te de lucros. É extremamente importante que você adquira aves saudáveis e de qualidade, com a genética favorável a produção de aves igualmente saudáveis e de qualidade. Por isso, escolha com cuidado as suas matrizes para que você não coloque a sua produção em risco. Se você escolher matrizes doentes e de baixa qualidade, todos os esforços seguintes para que você tenha um abatedouro de sucesso serão em vão.

uma imagem sobre abatedouro de frangos

Produção

O abate dos frangos pode ser dividido em algumas fases: o abate da ave propriamente dito, seguido pelo recolhimento do sangue, remoção das penas (que pode ser feita a frio ou a quente), depois pela evisceração, pela lavagem da ave inteira com água adequada para eliminação de resíduos e outras substâncias, bem como manchas de sangue que podem aparecer eventualmente nessa etapa.

Depois disso, é necessário haver arejamento natural ou refrigerado para que as carnes consigam ter a maturação necessária, seguido pelos cortes para a separação das partes da ave em metades ou em quatro pedaços, finalizando com o recolhimento de intestinos, penas e outros resíduos.

Conservação

A conservação dos frangos é uma parte extremamente importante e que requer muito cuidado do produtor. Apesar de essa etapa ser mais fácil de fazer do que as etapas anteriores, você vai precisar por algumas técnicas em prática para que não haja nenhum tipo de imprevisto ou situação adversa.

Como o seu objetivo provavelmente será a comercialização desses frangos, é necessário preservar as características e o sabor do alimento, priorizando a qualidade deles e tentando ao máximo evitar que eles estraguem. Se a carne do frango for mal conservada, bactérias podem se proliferar nela e acabar deteriorando o produto, o que faz a carne perder a qualidade e, consecutivamente, traz prejuízos para o seu abatedouro.

uma imagem sobre abatedouro para frangos

Por isso, utilize todos os seus esforços para evitar a contaminação da sua produção, pois se as carnes não forem bem conservadas e acabarem se infectando com algum microorganismo, você provavelmente vai perder toda a sua produção ou então colocará em risco a saúde do consumidor. Normalmente, são utilizados aditivos antimicrobianos, irradiação e técnicas de acondicionamento para evitar a contaminação da carne e a proliferação de microorganismos no seu abatedouro, então use todos esses recursos para garantir a qualidade do seu frango.

O produto

O consumidor tende a comprar o frango pela aparência, ou seja, é importante que o aspecto visual do frango esteja atrativo para as pessoas avaliarem a qualidade dele querer consumir o frango nas suas refeições. Portanto, preocupe-se também com a aparência do frango para que o consumidor tenha confiança no seu produto.

O aspecto normal da pele do frango é de coloração rosa claro, com músculos de firme consistência, cheiro e sabor característicos, então qualquer alteração nesses pontos já merece atenção do produtor para que ele tome medidas que impeçam a contaminação da carne. Evite comercializar frangos com ferimentos aparentes na carne ou ossos quebrados, arranhões e cortes e tenha cuidado para que a sua produção tenha um certo padrão de qualidade para que a sua marca seja bem vista no mercado.

Há três maneiras de vender a carne do frango: fresca, resfriada ou congelada, e cada uma delas recebem um tipo de tratamento diferente. As carnes de frango vendidas frescas passam por um processo de aragem natural ou até mesmo de ligeira refrigeração.

Já as carnes de frango vendidas refrigeradas são submetidas a temperaturas baixas até chegarem a uma temperatura máxima de 0°C, em menos de vinte e quatro horas. A umidade deve ser de 85% no ar frio que circula pela câmara onde os frangos serão armazenados. Por último, as carnes de frango vendidas congeladas são as carcaças, que são submetidas a uma temperatura de -18°C.

Além da carne do frango, os despojos também podem ser comercializados e são divididos em dois tipos: os despojos internos e os externos. Os despojos internos são as partes internas comestíveis do frango, que são retiradas das regiões abdominal e pulmonar, como o coração, o fígado e a moela, enquanto que os despojos externos são as partes comestíveis externas do frango que correspondem às asas, pescoço e pé, por exemplo.

uma imagem sobre como abrir um abatedouro de frango

Embalagens

Há várias opções de embalagens para as aves, tanto para a carne quanto para a carcaça, como sacos de papel parafinado, sacos em polietileno e celofane, embalagens em cloreto de vinila com vácuo e fecho automático, entre outras.

Outros aspectos importantes

Quando falamos de um abatedouro de frangos, estamos falando de um tipo específico de negócio, então é fundamental que haja planejamento para que a produção seja feita sempre de acordo com a demanda do mercado, evitando desperdícios ou falta de produtos, caso isso não esteja bem definido. Fique atento à procura do mercado e trace algumas estratégias de comercialização dos seus produtos para conseguir oferecer valores competitivos.

Comercialização

A comercialização das carnes de frango normalmente é feita em supermercados de todos os portes, feiras e aviários, mas também pode ser feita diretamente com estabelecimentos como restaurantes, bares e padarias.

Equipe de funcionários

Os funcionários do abatedouro de frangos devem ser bem treinados, sobretudo no que diz respeito aos funcionários que vão lidar diretamente com o abate das aves. Se possível, escolha pessoas que já tenham alguma experiência nesse tipo de serviço para facilitar. Lembre-se também de contratar um administrador financeiro para lidar com essa parte da empresa e mais alguns funcionários que vão trabalhar com a parte de vendas.

Assim, você consegue gerir melhor o seu abatedouro para que ele te de lucro. É fundamental que você, como dono do negócio, seja extremamente rígido quanto ao controle da qualidade dos seus produtos e invista também em maneiras de promover a sua marca no mercado, especialmente com estratégias de marketing.

É preciso pensar em todos esses aspectos se o seu objetivo for abrir um abatedouro de frangos e fazer desse negócio a sua fonte de renda. Portanto, é preciso investir nisso. Caso você não tenha todos os recursos necessários para montar o seu abatedouro sozinho, procure formar parcerias com outros empreendedores do mesmo setor, ou que pretendem investir nessa área, ou então formar uma sociedade com outros empresários que também não possuem todos os recursos financeiros para abrir o negócio sozinho. Desse modo, você conseguirá tirar o seu projeto do papel.

Descubra como abrir um abatedouro de frango
Rate this post